Blogroll


sábado, 3 de dezembro de 2011

Então, atire sua pedra!

Graça e paz queridos, saudade de escrever aqui. Tive uma semana abençoadíssima, e estive bem sensível a voz do Senhor. Estava lendo o livro de João e me deparei com um texto que me fez escrever esse post. Que o Espírito Santo de Deus te edifique e fale ao seu coração, e que possamos aprender mais com nosso Mestre Jesus.
Jesus e a pecadora

Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe:

– Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou
Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?

Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes:
– Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe:
– Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?

E ela disse:
– Ninguém, Senhor.

E disse-lhe Jesus:
– Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.


Os escribas e os fariseus já estavam procurando uma forma de condenar a Cristo, mas ainda não haviam encontrado a tal forma. Jesus já estava fazendo seus sinais e mesmo assim muitos duvidavam e até diziam que ele era endemoninhado.

Trazendo esse fato para os nossos dias percebo que existem muitos “escribas e fariseus” que estão com um papel e uma caneta nas mãos anotando exatamente tudo que eu e você fazemos. E o pior é que alguns deles estão dentro das nossas igrejas, geralmente são aqueles “santões” que esperam o seu escorregão para te julgar. 

Mas, o nosso maior consolo é “se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.” (1 João 1:8). Portanto, todos nós somos pecadores e carecemos da graça de Deus. E nesse texto a graça de Deus é manifestada na última frase pronunciada por Jesus.

Temos a certeza de que quando nos arrependemos (isto é, abandonamos a prática e mudamos de direção) Deus é fiel e justo para nos perdoar e nos lavar de todo o pecado. Porém, devemos mesmo nos arrepender, olha a advertência que Jesus nos faz: “vai-te, e NÃO PEQUES MAIS.” Ou seja, aquele pecado antes cometido DEVE deixar de ser prática nas nossas vidas. Por exemplo, aquele que roubava, não rouba mais; aquele que adulterava, não adultera mais; e outros.

Somos livres em Cristo! Com isso, Deus nos ensina – mais uma vez – que não temos o direito de atirar pedras em ninguém. Se queremos viver um cristianismo verdadeiro, devemos abrir nossos corações para os ensinamentos do Mestre, e “simplesmente” aprender com Ele.

Então, se você é um “escriba ou fariseu” que está aí cheio de pedras nas mãos, esperando a primeira oportunidade para atirá-las, atire todas elas no chão agora mesmo! E se você está na situação da mulher, lembre-se que ninguém tem o direito de atirar pedras em você, o único que poderia te condenar não te condena; no entanto, abandone suas práticas que desagradam a Deus.
Que Deus te abençoe!!
Abraços

1 comentários:

Carolina Tavares disse...

Muito linda a mensagem!!
Fique na Paz!

Postar um comentário

Olá! E aí o que você achou desse post? Espero que tenha edificado sua vida. Deus te abençõe!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Affiliate Network Reviews